PROGRAMA RAM

RECIFES ARTIFICIAIS MARINHOS


Search our Site:


 

Uma proposta de conservação da diversidade e desenvolvimento da posca artesanal na costa do Estado do Paranã

Executado pelo Instituto ECOPLAN e coordenado cientificamente pelo Centro de Esfudosdo Mar - CEM/ UFPR, este Programa visa a colocação de estruturas pré-fabricadas de concreto com o objetivo de atrair peixes e organismos marinhos, criando ecossistemas artificiais semelhantes aos substratos rochosos, beneficiando as atividades de mergulho, pesca esportiva e profissional, contribuindo para a conservação da biodiversidade e dos recursos pespueiros através da criação de ãreas de proteção.

O programa realiza também esfudos pilotos sazanais da plataforma parancense para caracterização ambiental e escolha dos melhores locais para colocação dos recifes artificiais.

HISTÓRICO

Existem relatos de utilização de recifes artificiais no Japão desde 1600, sobre a submersão de substratos duros em ãreas costeiras, criando ambientes artificiais de colonização biológica, objetivando a exploração de recursos pesqueiros. O cultivo de moluscos marinhos (ostras, mariscos) e de macroalgas baseia-se no mesmo princípio e tem sido aplicado com sucesso, principalmente em países asiáticos. Atualmente, países como Japão, Taiwan, Canadá, Estados Unidos, França e Portugal, são líderes na prática de manejo sustentável dos recursos costeiros através da implantação de sistemas de recifes artificiais, objetivando a proteção do fundo marinho contra o impacto da pesca, ou como atratores artificiais de comunidades biológicas, visando o aumento da pesca local. Estes sistemas também são utilizados como proteção do ambiente costeiro contra a erosão e destruição de construções na orla marítima. Diante das mais diversas perspectivas de manejo costeiro, a FAO (Food and Agriculture Organization ONU) recomenda a utilização de recifes artificiais pelos países costeiros interessados em explorar mais adequadamente seus recursos marinhos.

PRODUÇÃO

Na construção dos sistemas de recifes artificiais foram utilizadas estruturas quadriláteras de concreto, com objetivo de proteger os recifes mais delicados (Reef Ball) contra as redes de arrasto. O sistema Reef Ball baseia-se na utilização de estruturas semi-esféricas de concreto desenvolvidas pela empresa americana "Reef Ball Development Group Ltd", que repassou esta tecnologia ao Brasil, através

REEF BALL

O Reef Ballassemelha-se a um iglu, com diversas aberturas de tamanhos diferentes. É fabricado em molde de fidra de vidro utilizando-se cimento especial (resistente a sulfotos), acrescido de microsílica, apresentando maior resistência e pH com valores próximos aos do ambiente marinho, o que facilita a fixação da comunidade biológica, constituída de uma variada fauna e flora. Além de ser um bom refúgio para peixes, as aberturas dos Reef Balls mantêm o fluxo de água permitindo uma fixação eficiente no fundo, dispensando poitas e amarrações. Os Reef Balls, além de serem duráveis, não tóxicos e estáveis, são estruturas visualmente agradáveis, contribuindo para o paisagismo submarino, e podem ainda ser utilizados em conjunto com sucata marinha (navios), devidamente preparada para esta função.

CONCRETO:
A MELHOR OPÇÃO

Optou-se pelo uso da tecnologia Reef Ball e das estruturas quadriláteras de concreto para evitar o emprego de materiais poluentes ou com resistência e estabilidade no ambiente marinho.

O uso de materiais inadequados é criticado em diversos países que deles já se utilizaram, por trazerem sérios prejuízos ás comunidades marinhas e a todo o ecossistema de modo geral. Dentre os principais problemas pode-se citar: a contaminação da comunidade marinha por metais e outros elementos característicos de sucata ( óleo, groxas, plásticos, tintas tóxicas, etc.) e a pouca durabilidade das estruturas.

Para a construção dos recifes do programa RAM foram utilizados materiais de alta resistência e qualidade ambiental (Cimento Portland CP IV-RS 32) e, em conjunto com especialistas, foram desenvolvidos esfudos de resistência de materialais para as estruturas em concreto utilizadas no programa.

IMPORTÂNCIA
SÓCIO-ECONÔMICA


(Source World Reference Atlas, 1996)

Acredita-se que a implementação dos recifes artificias trará, a médio e longo prazo, um aumento e conservação da biodiversidade marinha, preservando espécies animais e vegetais da região costeira em áreas da pla taforma (afostadas do impacto antropogênico); aumentando a biomassa pesqueira pelo incremento de ambientes de proteção e alimento em abundância; controlando a posca predatória com a criação de "corredores de pesca" e criando novas alternativas aos pecadores artesanais (pesca de linha, redes de espera e covos, entre outros), possibilitando ainda a implantação de sistemas de aquacultura em condições naturais, cultivando "in situ" organismos de valor comercicl (macroalgas, moluscos, lagostas, polvos, entre outros). A implantação do Programa RAM em sua totalidade, que prevê a cniação de uma grande área com recifes artificiais na plataforma do Estado do Paraná, beneficiará ainda o ecoturismo e as atividades relacionadas ao mergulho e a pesca esportiva, torando o litoral paranaense mais atrativo a estas atividades. Contribuirá ainda com clubes de pesca, marinas e iate clubes, que em muito se beneficiam pela proximida de de regiões com boa qualidade de água e com farto recurso pespueiro.

COORDENAÇÃO
CIENTÍFICA

As atividades cientificas também encontram um interessante campo a ser explorado uma vez que os recifes artificiais quadrilíteros, pelo seu peso e formato ( 1 x 1 x 0,8m pesando aproximadamente 1 tonelada), representam excelentes plataformas de apoio para a fixação de equipamentos oceanográficos, visando o monitoramento constante das condições oceanográficas na plataforma. Em estruturas criteriosamente selecionadas será possível a instalação segura de equipamentos que fornecerão dados contínuos de correntes, temperatura, salinidade, massas d'água, ondas de maré, nível médio do mar, concentração de clorofila e fluxo vertical de material orgânico produzido na zona de penetração da luz. Esses dados são fundamentais para o desenvolvimento de porjetos oceanográficos regionais e o monitoramento ambiental de toda a região ocupada pelos recifes artificiais.

O Programa RAM transcende as expectativas cientificas e passa a representar uma estratégia de importância sócio-econômica para o desenvolvimento do litoral parancense. Com as observações oblidas na implantação da fose inicial, pode-se observar através dos peixes e organismos que já habitam os recifes que os resultados finais do Projeto são ainda mais promissores.

Images

(Foam!)
(1st Reef Ball in Brazil!)

(Tecnopesca Exibition)

EXECUÇÃO

COORDENAÇÃO CIENTÍ FICA

INFORMAÇÕES (041) 336-5527

APOIO:

The Reef Ball Foundation Inc. Services Division Index Page


This page has been accessed times since 10/14/98

Copyright ©1995 - 1999. RBDG, Ltd. & ECOPLAN, all rights reserved. See brochure page footer for information on patents, copyrights, trademarks and service marks referenced, but not indicated, on this page.